Powered By Blogger

Translate

Postagens mais visitadas

Postagem em destaque

Curso Teologico

sábado, 12 de fevereiro de 2022

Discipular Outros

 



  

 


 


Pastor Carlos Pinheiro

Ao compreender a importância de ser intencional sobre a maneira como você busca a Cristo e ajuda os outros a fazerem o mesmo, considere esses princípios antes de iniciar um tipo estruturado de relacionamento de orientação

Princípio nº 1: 

Defina um horário e local de reunião agendados.

Ao estabelecer um tipo mais formal de relacionamento , é importante encontrar um horário regular para se encontrar que funcione para vocês  ambos discipulador e o discípulo

Quanto mais consistente o horário e o local da reunião, maior a probabilidade de o relacionamento ter oportunidade de crescer.

Princípio nº 2: 

Planeje a duração do tempo em que vocês se reunirão.

Acho que esse princípio é um dos mais importantes a serem discutidos desde o início, a fim de evitar sentimentos feridos ou expectativas não realizadas.

Princípio nº 3: 

Planeje bem a sua aula. estude antecipadamente a  lição do curso bíblico de disciplinado  "conhecendo o Amor de Deus" 

Também é importante esclarecer o que vocês farão em seu tempo juntos para que ambas as partes estejam preparadas.   Para um discipulado bem equilibrado

Princípio nº 4: 

Inicie momentos sociais juntos.

Encontrar maneiras de passar o tempo um com o outro construirá o relacionamento de maneira encorajadora. 

Princípio nº 5: 

Ore uns pelos outros.

Acho que a oração é um dos aspectos mais importantes de qualquer relacionamento de mestre e discípulo. . Ser aberto e honesto diante da pessoa que você orienta pode ser exactamente o que ela precisa para permitir que ela se abra com você de maneiras mais profundas.




 Carlos Pinheiro e Pastor Capelão e psicanalista clínico.

 CONTATO

 EMAIL:

Soldiersefaradin84@bol.com.br


 


quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Por que devemos fazer discípulos?

 






Como pastor, "Por que estou aqui?" é uma pergunta comum que recebo o tempo todo. É uma questão sobre propósito pessoal. A pergunta "Por que devemos fazer discípulos?" nos dá uma pista do fato de que já conhecemos um dos grandes propósitos da igreja. É simplesmente uma questão de entender a razão por trás disso e seguir adiante. Então, por que devemos fazê-lo?

É uma questão de nossa natureza . Fazemos discípulos porque está no cerne de quem somos como povo de Deus. O tema do envio pode ser visto em toda a Bíblia e especialmente no Novo Testamento. Depois que Jesus ressuscitou, emJoão 20:21, Ele disse: "Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio." A natureza de envio de Deus e a natureza de envio da igreja para o mundo inteiro são para que mais e mais pessoas possam ser convidadas para o reino de Deus. Jesus quer que todos O conheçam pessoalmente.

É ser obediente a Jesus . Devemos fazer discípulos porque Jesus nos disse para fazê-lo. A ideia central da Grande Comissão para a igreja emMateus 28:18-20é "fazer discípulos de todas as nações". Nas outras comissões de Jesus, recebemos orientação semelhante de Cristo.Atos 1:7-8nos diz que seremos Suas testemunhas de Jesus capacitadas pelo Espírito.Lucas 24:46-47diz que o evangelho de Sua ressurreição deve ser proclamado a todos.

É para que possamos imitar Jesus . Ele fez isso. A igreja primitiva fez isso. E devemos fazê-lo. Queremos ser como nosso Salvador que estava constantemente mostrando às pessoas como segui-Lo. Ele fez de todas as maneiras. Ele ensinou diretamente as pessoas a seguir. Ele se convidou para algumas de suas casas para discutir o assunto. Ele até se descreveu com termos como Pastor, Porta, Água da Vida e Caminho para que as pessoas entendessem o que significa segui-Lo. Se você quer ser como Jesus, então ajude as pessoas a saberem quem Ele é.

É para ajudar as pessoas a evitar a escuridão . A única maneira verdadeira de conhecer a luz da vida é conhecer pessoalmente o Autor da vida. A Bíblia não mede esforços para nos mostrar que aqueles que não conhecem a Cristo estão atualmente em trevas — moral, relacional e espiritualmente. Eles não têm a luz de Sua presença e orientação. Ainda mais terrível é a escuridão eterna que aguarda aqueles que não são cristãos. Quando dizemos "não" ao discipulado, estamos dizendo que o destino eterno das pessoas não é importante para nós. Era extremamente importante para Deus... então Ele morreu por nós para que pudéssemos viver na luz de Sua presença.

É para a glória de Deus . O ato de fazer um discípulo é uma das grandes maneiras de tornar Jesus famoso. É como nós O exaltamos como o mais importante. G. Campbell Morgan foi um grande pregador do início do século 20 e disse uma vez: "A maior paixão do coração de Cristo não era a salvação dos homens, mas a glória de Deus, e depois a salvação dos homens porque é para o Glória de Deus." O ato de dizer a alguém como seguir Jesus não é apenas para conseguir outro membro em sua igreja. Ao fazer isso, você está glorificando a Deus no mundo de hoje.



Philip Nation

 

sábado, 22 de janeiro de 2022

O NOVO DISCÍPULO E OS ÍDOLOS DO TEMPO

 

                                                         DISCIPULADO DINÂMICO.

                        

 

BASE BÍBLICA PARA O ASSUNTO: 1 Coríntios 6.9,10.

 9-Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos,

10-Nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.

INTRODUÇÃO: Idolatria é qualquer sentimento dado a qualquer coisa, pessoa, objeto, sentimento que tenta ocupar o lugar de Deus na vida do ser humano.

1-ÍDOLOS FAMILIARES.

1.1-Pai, mãe, filho, filha: (Mateus 10:37)

Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.

Foi Ele mesmo quem afirmou, que se qualquer pessoa que quiser a salvação, nenhum membro da família poderá interferir, sob o risco de colocar a família no lugar de Deus e isso se torna idolatria.

Deixar de servir a Deus, por causa de parentes que não permitem, no mínimo é querer tomar o lugar de Deus na sua vida, Deus é soberano.

Já ouvimos vários casos, em que a família tentou impedir seus membros de atender a chamada para a salvação em Cristo e tiveram que escolher; ou a convivência com a família ou se retirar como uma pessoa estranha e forasteira. Mateus 10.36 Os inimigos do homem serão os da sua própria família.

E assim muitos provaram a dor da rejeição, por obedecer ao Senhor Jesus. Que adianta você ter a família ao seu lado nesta vida e ficar sem salvação, sem família na eternidade?

Sempre foi e será uma estratégia do inimigo nos colocar contra aqueles que amamos. O preço para sermos salvos Ele pagou com a própria vida, morrendo na cruz por todos nós. Más para garantirmos a vida salva precisamos pagar ao preço da permanência, e se depender de nós nos mantermos em harmonia com os familiares.

2-ÍDOLOS CULTURAIS.

Estes são facilmente declarados quando chegam as festas da cultura do lugar, (padroeiras (os), carnavais, micaretas, festas de reis, bumba meu boi, festas juninas, o caruru de sete meninos, que geralmente cultua seus padroeiros, usando como desculpas uma homenagem a tais imagens de escultura tentando com isso ocupar o lugar do único e soberano Deus. O que tem a ver um Cristão verdadeiro com os ídolos? Se nós conhecemos e adoramos a Deus em espírito e em verdade, jamais nos deixaremos cair nessa situação de desagrado ao Senhor Jesus. Desde o Antigo Testamento que o Senhor Deus proíbe a adoração aos ídolos. Êxodo 20.1-5

 

Quais são as festas da sua cultura local? ____________________________________________

_____________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________

 

3-ÍDOLOS RELIGIOSOS.

Aqui iremos deixar bem claro o que pode ser um ídolo religioso. Se você prestar bem atenção, verá que alguma vez na vida já ouviu falar de pessoas que se acham infalíveis (sem pecado, perfeito) só que na verdade todos nós estamos na busca pela perfeição, o único sem pecado que esteve em pessoa aqui na terra foi o Nosso Senhor Jesus Cristo. Os demais homens mortais são todos passivos de erros.

Lamentamos aceitar essa verdade, más é preciso. Não são poucos os homens religiosos que estão indo de encontro as verdades de Deus que a palavra dEle, (a Bíblia).

Você conhece algum líder religioso que se coloca no lugar de Deus achando que é infalível? _____________________________________________________________________

4-ÍDOLOS SEXUAIS.

O sexo é uma dádiva Divina para o homem e a mulher dentro do casamento entre pessoas de sexo diferentes e com a benção do Senhor Deus. Gênesis 9.7 Quanto a vós, sede fecundos, multiplicai-vos, povoai a terra e dominai-a!

“Sede fecundos”= significado- Vitalidade sexual e reprodutiva.

“Multiplicai-vos, povoai”= fala da reprodução humana, através da relação sexual sob a obediência ao Senhor Deus.

Pessoas que vivem na prostituição, no adultério, sensualidade, na fornicação, masturbação, sexo livre, não podem servir ao Deus vivo, porque são escravos do ídolo sexual, ou seja o sexo foi colocado no lugar de Deus.

 

5-ÍDOLOS IMPOSTOS.

Padroeiros e padroeiras, regimes políticos totalitários de Nações inteiras, escolas que deveriam primar pelo estado democrático de direito, más impõem uma ditadura idólatra para seus funcionários que se sentem coagidos a comemorar estas festas impostas em nome da obediência ao currículo escolar, e que nada tem a ver com os ensinos necessário para a conquista de uma boa educação secular.

6-ÍDOLOS PESSOAIS.

Como não falar dos ídolos pessoais, tais como o culto ao corpo para se obter o padrão exigido pelo sistema que diz que, tanto homens como as mulheres, devem estar “sarados ou saradas”. Aí já sabem como fica a situação, academias superlotadas, ruas e avenidas cheias, muitos e muitas não todos, más a grande maioria estão sendo manipulados por um decreto que visa o culto ao corpo. A todo o custo, a sociedade deixando até de ter uma vida saudável com uma boa alimentação para poder pagar uma academia de musculação.

Não somos contra o exercício físico até recomendado pelos médicos e profissionais da fisioterapia, porém é o propósito que faz a distinção do que é certo e o que é excesso.

Quantos jovens perderam parte do seu corpo, com o mau uso dos anabolizantes, mulheres perderam a beleza em busca da beleza, perderam a vida com a lipoaspiração, em nome de uma idolatria pessoal, e isso imposta por uma sociedade que não se aceita como Deus assim os formou, se é negro querem ficar branco, se gordo a todo custo querem ficar esbeltos, não pela saúde física e sim pelo padrão imposto.

Resumindo esta pauta, aquilo que foge do controle e obediência aos princípios bíblicos e traz prejuízos ao nosso corpo, espirito e a alma devem ser colocados fora do nosso coração, alma e espírito.

“Tudo com ordem e decência”. Arrumar seu cabelo, suas unhas, suas roupas, seus calçados entre outras coisas não trazem o pecado de idolatria para a nossa vida, porque se você pode passar sem isso ou com eles significa que eles não lhe escravizam como se fosse uma imposição pelo sistema mundano. Consulte sempre seu líder do discipulado para se obter uma vida padronizada pelo Espírito Santo de Deus, só Ele é quem tem a melhor proposta para o bem comum e uma vida excelente na presença de Deus e dos homens.

CONCLUSÃO:

Desejamos que todos os discípulos (as) tenham conseguido compreender o assunto, e através do mesmo todos possam crescer rumo ao destino que é sermos varões perfeitos, de acordo o nosso desejo subalterno a vontade de Deus.

 

AJUDA DICIONÁRIA:

O QUE É CULTURA. A cultura é compreendida como os comportamentos, tradições e conhecimentos de um determinado grupo social, incluindo a língua, as comidas típicas, as religiões, música local, artes, vestimenta, entre inúmeros outros aspectos.

IDOLATRIA. A palavra idolatria significa “culto a ídolos”. Essa palavra é uma transliteração do termo grego eidololatria.

 

O QUE É UM DISCÍPULO. Quem estuda; aluno. Aprendiz, aluno receptivo a ensinamentos

O QUE É SENSUALIDADE: qualidade ou caráter de sensual. Inclinação pelos prazeres dos sentidos; voluptuosidade.

 

 

 colaboração:    IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS ITAPICURU-BAHIA.

                                                  ESTE TRABALHO É FRUTO DE DEDICAÇÃO E TRABALHO INCANSAVÉL DO PASTOR JAILTON PASSOS. DEUS SEJA GLORIFICADO E VOCES POSSAM SER EDIFICADOS EM CRISTO E POR ELE!

O JEJUM BÍBLICO - DISCIPULADO








I – OS TRÊS PRINCIPAIS INIMIGOS DO CRISTÃO

Cada cristão possui três inimigos principais. Contudo, podemos vencê-los confortando-os com as armas que o Senhor nos deu. Precisamos, na vida cristã, aprender a usar estas armas e confrontar o poder das trevas da seguinte forma:

1.      A Carne X Jejum e Oração (Mt 26.41);
2.      Mundo X Fé (I Jo 5:3-5);
3.      diabo X Palavra de Deus (Mt 4:1-11).

II – O QUE É JEJUM?

Jejum é a maneira bíblica de obedecer e entregar sua vida em sacrifício vivo e agradável a Deus para que Ele possa fazer, através da sua vida, o que Ele não poderia fazer de outro modo. “É a abstinência total ou parcial de alimentos, com propósito de liberar o espírito do homem e compreender melhor as verdades espirituais.” (Linnin Wesdel).
Qualquer alimento ingerido, quebra o jejum. Precisamos ter em mente que o passo mais importante para o jejum é acertar nossa vida com Deus.

III – QUAL O VALOR DO JEJUM?

Vejamos Isaías 58:

1.      Abate, mortifica a carne – o espírito do homem facilmente entra em contato com Deus;
2.      Solta as ligaduras da impiedade – ajuda-nos a vencer nossas fraquezas carnais;
3.      Desfaz as ataduras de servidão – nos auxilia a libertarmos de hábitos mundanos arraigados;
4.      Deixa livre os oprimidos – destrói o poder opressor de satanás e seus demônios;
5.      Despedaça todo julgo – desfaz os fardos pesados que satanás colocou sobre os nossos ombros.

O Jejum “limpa” o canal pelo qual fluirão os dons e a vida de Deus. É um instrumento poderoso para fortalecer a fé.

IV – PARA QUE DEVEMOS JEJUAR?

1.      Para buscar ao Senhor – obediência (Jl. 2:12-13);
2.      Para humilhar a alma – quebrantamento (I Pe. 5:6-7; Sl. 34:18);
3.      Para entregar-se à oração (I Co. 7:5);
4.      Para aumentar a fé (Mt. 17:19-21);
5.      Para oferecer  o Espírito (Gl. 5:16). Há uma continua luta entre a carne e o Espírito e para vencê-la, precisamos alimentar nosso espírito. No jejum, abstemo-nos de alimentos sólidos para receber o verdadeiro alimento espiritual a fim de sermos fortalecidos nesta luta;
6.      Para alcançar objetivos específicos, baseado nas promessas da Palavra de Deus;
7.      Para quebrar resistências malignas (Dn. 10:2-3, 12-13).

V – QUANDO E QUANTO TEMPO SE DEVE JEJUAR?

1.      Devemos buscar de Deus para saber qual deve ser a duração do jejum (sugerimos no mínimo um dia por semana, regularmente);
2.      Deverá ser de acordo com a necessidade, ou propósito estabelecido;
3.      tempo de duração do jejum não deverá ser prejudicial à saúde;
4.      Nas convocações da liderança da Igreja (Jl. 2:15).

VI – O QUE DEVO FAZER DURANTE O JEJUM?

1.      Orar especificamente pelo motivo do jejum;
2.      Examinar profundamente as motivações do coração que nos levaram a jejuar;
3.      Ler e meditar na Palavra;
4.      Ingerir água, caso o jejum ultrapasse um (1) dia;
5.      No final, oferecê-lo a Deus, louvando-o pela vitória;
6.      Manter discrição. Não devemos alardear que estamos jejuando, pois este comportamento farisaico foi severamente ordenado por Jesus (Mt. 6:16-18).

VII – QUE TIPO DE JEJUM NÃO AGRADA A DEUS?

1.      Quando não há abstinência de iniqüidade (Is. 58:3-7);
2.      Quando se está em desobediência à Deus e as autoridades constituídas por Ele.

Ø  Memorize: “Mas esta casta de demônios não se expulsa senão por meio de oração e jejum” (Mt. 17:21)




Brasil 22 de Janeiro de 2022 

Artigos

Quem sou eu

Seguidores